Yasuda Marítima cria nova área de Riscos de Petróleo

Desenvolvimento da nova área acontece por meio de parceria da Canopius, player mundial do mercado de seguros da área de Energia, adquirida pelo Grupo Sompo Japan Nipponkoa em 2013.

A Yasuda Marítima, subsidiária do Grupo Sompo Japan Nipponkoa, um dos maiores grupos seguradores do mundo, acaba de criar uma nova área de Riscos de Petróleo. De olho na crescente demanda do segmento, a companhia já trabalha na estruturação do novo produto, o primeiro a ser lançado após a aprovação definitiva pela SUSEP – Superintendência de Seguros Privados da incorporação da Yasuda Seguros pela Marítima Seguros.

Para essa nova iniciativa, a Yasuda Marítima contou com expertise da equipe da Canopius, player mundial do segmento adquirida pelo Grupo Sompo Japan Nipponkoa em dezembro de 2013. A Canopius possui décadas de atuação no segmento de seguros para a área de Energia, Petróleo e Gás, com coberturas de riscos tanto para operações onshore quanto offshore; bem como nas áreas de armazenamento, transporte e responsabilidade civil.

Além disso, a Yasuda Marítima contratou Mario Luiz Ferreira (ex-Grupo Schahin) como novo gerente de Riscos de Petróleo. Com mais de 16 anos de experiência no mercado de seguros, dos quais sete dedicados exclusivamente à carteira de Riscos de Petróleo, Ferreira é graduado em Marketing pela UNIP – Universidade Paulista e concluiu o Willis Masters of Energy Course, em Londres (Reino Unido), em 2012.

Segundo dados da SUSEP, o segmento de Riscos de Petróleo no Brasil registrou um crescimento de 68%, passando de R$ 403 milhões em 2011 para R$ 678 milhões em 2013. As perspectivas para expansão dessa modalidade de seguros são bastante significativas, já que, segundo dados do MME – Ministério de Minas e Energia, a Oferta Interna de Energia (OIE) – energia necessária para movimentar a economia – deverá atingir o montante de 425,8 milhões de toneladas equivalente de petróleo (Mtep) em 2023, o que equivale a um crescimento de 3,7% ao ano.

Os investimentos em infraestrutura energética para suprir a demanda necessária alcançam o valor de R$ 1.263 bilhões, representando 2,5% do PIB acumulado entre 2013 e 2023, e 11,6% dos investimentos totais acumulados. Petróleo e gás deverão absorver 70% dos investimentos.

Luiz Macoto Sakamoto, Diretor Executivo da Yasuda Marítima Seguros:

“Essa é uma carteira que tem volume de produção crescente e estamos tratando de um mercado para especialistas, com um número limitado de players. Essa é uma nova fronteira de atuação para o grupo no Brasil, mas que passamos a trilhar com segurança, já que contamos com a Canopius no suporte das operações”.