Seguros de carros dão uma mãozinha em casa, no museu, no veterinário…

Os benefícios nas entrelinhas

No fim de semana, as bicicletas dominam a paisagem do Rio. São magrelas de todos os tipos, como a elétrica do publicitário Sérgio Couto. Mas o dia ensolarado não terminaria sem um susto. A bike, apesar de novinha, pifou e não saía do lugar.

Sérgio pegou o celular e ligou para seu seguro de automóvel, um plano “top” da Sulamérica que cobre o seu Honda Civic. Situação explicada, a seguradora deu a boa nova: o plano dá direito ao conserto da bicicleta. E o melhor, sem custos. Um mecânico chegou em 40 minutos e pôs a bike elétrica para andar de novo.

-A “mãozinha” inesperada da seguradora salvou a minha bicicleta. E o meu sábado conta, aliviado.

Histórias inusitadas como esta são cada vez mais comuns. Ao contratar o seguro de automóvel os clientes continuam atentos às questões básicas, como o preço final e o valor da franquia, mas também estão de olho em “coberturas extras” como o reparo de bicicletas.

“A competitividade entre as seguradoras hoje é tão grande que elas se diferenciam umas das outras com a oferta de serviços que vão além do universo automotivo”, explica Rogério Soucasaux, diretor técnico do Sincor RJ, Sindicato dos Corretores do Estado do Rio.

Os seguros de carro já têm cobertura para quase tudo. De consertos do freezer e do varal a serviços como o de motorista “amigo” para a Lei Seca ou o de consultas veterinárias para os bichos de estimação. Na Porto Seguro, o pacote mais básico oferece reparos hidráulicos e elétricos para casa e até consertos de geladeira e computador, além dos triviais guincho, atendimento a panes e chaveiro.

“Hoje, uns 25% dos nossos segurados usam os serviços residenciais. É uma maneira de fidelizar o cliente”, explica Marcelo Sebastião, diretor da Porto Seguro.

SEGURO DO AUTOMÓVEL NO CHUVEIRO QUE PINGA

O auxílio residencial foi muito bem-vindo para a arquiteta Rosana Bastos. De mudança para São Paulo e com um apartamento novo, ela fez duas solicitações à seguradora: uma para instalar o olho mágico na porta de casa e outra para o reparo de um chuveiro que pingava. Bastou ligar num dia e o técnico já estava no apartamento no outro.

“E tive a segurança de receber em casa um profissional indicado pela seguradora”, diz Rosana.

Em alguns casos a confirmação do serviço e o horário da visita técnica chegam pelo celular. Cabe ao cliente só pagar pelas peças. A mão de obra já está incluída no valor do seguro de automóvel (pelo qual Rosana paga R$ 1.400).

Quase sempre há uma torcida para que o seguro do carro não seja usado. Com serviços como o residencial, há uma espécie de retorno do valor investido.

“Às vezes, o cliente não usufrui do seguro contratado. Com a cobertura extra é possível estreitar o laço entre as duas partes e possibilitar que o cliente avalie a seguradora”, explica Adilson Raul Silva, superintendente da Marítima Seguros.

Alguns serviços são curiosos. Um deles, chamado “motorista amigo” é uma mão na roda para quem saiu de carro e resolveu tomar uma cerveja no caminho.

Trata-se de um serviço que oferece um motorista para levar o carro (e seu dono) em segurança para casa. Mas, atenção boêmios: no plano básico, só é possível usar o benefício uma única vez.

Algumas seguradoras vão além para fidelizar o cliente. São entradas grátis em museus, descontos em estacionamentos e motorista para levar e trazer o carro das revisões, entre outros.

A maioria das seguradoras oferece cobertura para vidros, lanternas e espelhos. E nem precisa ser quebrado basta uma trinca. Às vezes se faz a substituição. Noutras, o reparo. Há quem cobre à _ parte, mas em muitos casos o benefício está incluído na apólice mais simples. No pacote básico da Zurich existe até proteção contra desemprego e doenças graves.

-A idéia do seguro desemprego dentro do automotivo é manter o cliente na companhia explica Rogério Hashimoto, diretor da Zurich Seguros.

Em época de alagamentos, o segurado que tiver o carro inundado pode ficar um pouco mais tranqüilo com a cobertura de higienização, oferecida pela maioria das seguradoras.

Na Marítma Seguros, a idéia de oferecer esse serviço veio depois de receber inúmeros relatos de segurados que tinham passado pelo problema e estavam em um meio-termo: o carro alagado não sofrerá perda total e os valores dos reparos ficavam abaixo da franquia.

-Assistências como a de higienização são importantes. Os clientes estão bem informados e utilizam o serviçoexplica o superintendente da Marítima.

APÓLICE PARA NÃO ENTRAR PELO CANO

O corretor Bruno LaTorre vende seguros automotivos com diversas vantagens, além da cobertura de danos e roubos dos carros dos clientes. E, quando tem um problema em casa, também usufrui dos serviços. Até hoje foram pelo menos cinco visitas dos técnicos, basicamente para consertos elétricos e de encanamento.

-Sempre sugiro aos segurados a contratação de coberturas acessórias, pois são de muita importância conta.

Assim, vale a pena ler as entrelinhas das apólices. Não só pelas “pegadinhas” e restrições que podem conter, mas também pela forcinha que o seguro de automóveis pode dar em casa.

FONTE: O Globo – Caderno Carro Etc

Os Beneficíos nas entrelinhas